Agricultura ecológica: o que é, para que serve e como é feita

A agricultura é fundamental para a sociedade, fornecendo o alimentos que sustentam milhões e milhões de pessoas diariamente. No entanto, nos últimos anos, os métodos para a produção de alimentos vem sendo cada vez mais questionados por conta de fatores que prejudicam intensamente a natureza, como o uso exagerado de agrotóxicos.

Indo contra esta linha de produção é que surge a agricultura ecológica. Mas de que maneira ela funciona? Para que serve? Como é feita? Neste post, explicaremos tudo sobre o tema. Confira:

O que é agricultura de base ecológica?

A agricultura de base ecológica é uma vertente da agricultura que lida especificamente com processos naturais, sendo consideradas essencialmente holísticas e cuidando não apenas da vida vegetal e animal, como também do solo e seus benefícios, ciclagem de nutrientes, uso da água, controle biológico de pragas, entre outros.  

Esta modalidade de agricultura ganhou muita força nos últimos anos, por conta dos danos que o meio ambiente vem sofrendo com a agricultura tradicional. É um movimento que surgiu na mesma época em diversos países, trazendo com isso a cultura e os conhecimentos práticos entrando em confronto com os modos de produção do agronegócio, que incentivam a agricultura da morte com seus insumos químicos, latifúndios, apropriações, transgênicos e todo seu pacote tecnológico.

Quais são as principais características de uma produção orgânica?

Os princípios básicos da agricultura orgânica giram em torno do respeito à natureza, sem o esgotamento dos recursos naturais; da diversificação das culturas durante os sucessivos cultivos; do entendimento do solo como um organismo vivo e da substituição dos insumos químicos por técnicas e instrumentos orgânicos.

Apesar dessas características, a produção agrícola realizada com essas técnicas é ainda muito incipiente no mundo. A agricultura orgânica no Brasil, por exemplo, apesar dos amplos incentivos recebidos, ocupa somente 0,27% de toda as terras agrícolas do país, estando quase sempre associada a agricultores familiares. O maior produtor mundial nesse segmento é a Austrália, que destina cerca de 12 milhões de hectares a essa atividade, embora isso corresponda a apenas 2,93% de suas áreas agrícolas.

Para que serve a agricultura orgânica?

Agricultura orgânica, também conhecida como agricultura biológica, é um sistema de produção, que tem por objetivo principal preservar a saúde do meio ambiente, os ciclos, as atividades biológicas do solo e a biodiversidade.

Na agricultura orgânica, a produção de alimentos e demais produtos vegetais é feita sem a utilização de fertilizantes sintéticos, agrotóxicos ou pesticidas em geral e reguladores de crescimento ou aditivos sintéticos para a alimentação dos animais.

O que é produção de alimentos orgânicos?

Alimentos orgânicos são os alimentos produzidos com métodos que não utilizam agrotóxicos sintéticos, transgênicos ou fertilizantes químicos. As técnicas usadas no processo de produção respeitam o meio ambiente e visam manter a qualidade do alimento. Dessa forma, o produto diminui a possibilidade de danos à saúde dos consumidores e de impacto à natureza. Frutas, legumes, verduras, hortaliças, carnes, ovos, feijão e cereais são alguns exemplos.

Quais são as vantagens da agricultura orgânica?

A agricultura orgânica traz diversos benefícios tanto para a natureza, quanto para quem consome os alimentos que ela produz. Alguns dos principais benefícios são:

  • Melhoria da vida no campo: a agricultura orgânica contribui na melhoria das condições de vida socioeconômicas das comunidades rurais. Cultivos orgânicos necessitam de mais mão de obra, gerando emprego e renda aos que vivem longe das cidades.
  • Ausência de agrotóxicos: nenhum pesticida sintético é usado durante a produção de produtos orgânicos, fazendo com que os alimentos sejam mais saudáveis.
  • Conservação do solo: a produção orgânica visa à conservação da fertilidade do solo, com a prática de rotação de culturas e adubação verde.
  • Redução de poluição ambiental: a agricultura convencional pode poluir o solo de cultivo com produtos químicos que são prejudiciais. Além disso, os agrotóxicos e fertilizantes químicos são levados pela água da chuva e ventos para regiões vizinhas, podendo prejudicar tanto o local de utilização quanto locais distantes também.
  • Bem-estar animal: na produção orgânica de animais, eles são alimentados somente com produtos orgânicos e mantidos em locais mais espaçosos e menos estressantes, reduzindo o uso de hormônios artificiais ou antibióticos sintéticos.

Quer ter acesso a mais conteúdos como este? Baixe agora mesmo o nosso App e faça parte da maior rede social do agronegócio!

↪ Baixe agora no Google Play: http://bit.ly/YouAgroGooglePlay

↪ Baixe agora na AppStore: http://bit.ly/YouAgroAppStore

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *